domingo, 20 de agosto de 2017

BLOGDOROCHA: HAJA CALOR, EM MANAUS, QUARENTA GRAUS!

BLOGDOROCHA: HAJA CALOR, EM MANAUS, QUARENTA GRAUS!: Pois é, mano velho, dizem que a culpa é de um fenômeno denominado de El Nino (aquecimento do Pacifico, não permitindo a formação de vent...

quarta-feira, 16 de agosto de 2017

sexta-feira, 28 de julho de 2017

BLOGDOROCHA: DOMINGOS DA MINHA INFÂNCIA

BLOGDOROCHA: DOMINGOS DA MINHA INFÂNCIA: Domingo, o Dia do Senhor - acordava cinco da manhã, tomava um banho gelado de água de camburão - era o dia de sair com os meus ir...

terça-feira, 18 de julho de 2017

BLOGDOROCHA: CANTORA SALETE MACHADO

BLOGDOROCHA: CANTORA SALETE MACHADO: Foi batizada Maria da Salete Pereira Machado, nasceu no Rio Grande do Norte, na cidade de Cruzeta, está com 73 anos de idade, com 16 anos mo...

segunda-feira, 10 de julho de 2017

VIVA A CERVEJA!

Postagem de janeiro de 2011


Postagem em Homenagem a Escola de Samba Balaku Blaku que ficou em terceiro lugar no desfile do carnaval de Manaus em 2012, com o enredo “Embriagados de alegria vamos ficar... com a cerveja mais gostosa é só comemorar”, - a agremiação se apresentou com 2.500 foliões, 21 alas e quatro carros alegóricos. 


Pela manhã, não pode faltar o pão francês com café e leite; no almoço, o Jaraqui frito com baião de dois e, no jantar, a pedida é a cerveja com tira-gosto de queijo coalho e churrasquinho de gato.

O clima de Manaus é quente e úmido, sendo o responsável pelo maior consumo per capita de cervejas do Brasil.

Mas, afinal, o que a cerveja tem de tão bom, para ser tão apreciada pelos manauenses? Alguns gaiatos dirão: ela é gostosa, leve, alimenta, serve para esquentar no inverno, esfriar no verão, ajuda no bom funcionamento dos rins, fornece ácido fólico, vitaminas, ferro e cálcio, protege o sistema cardiovascular, evita o diabetes Mellitus e a hipertensão, além de induzir as pessoas a consumirem mais verduras, legumes, pescado, cereais e azeite de oliva. 

É pouco ou quer mais?

Eu quero é mais!

Em Manaus não tem vez o vinho, a caipirinha, a cachaça (com exceção dos pés-inchados), o uísque e outras bebidas destiladas ou compostas (cai bem somente em lugares ou momentos especais), a pedida é sempre a fermentada -, a minha, a tua, a nossa, a deusa cerveja de todo dia.

A pedida é a seguinte: - Garçom traz uma cerveja bem gelada, de águas profundas, se possível do pré-sal, não importa a marca, basta ser cerveja, coloca numa camisinha, pois a noite está tão quente que urubu está voando com uma asa e se abandando com a outra, aproveita e faz um tira-gosto de pernil com queijo bola e bota para tocar o vinil do Nelson Gonçalves, hoje estou a fim de afagar as mágoas e encher a cara, deixa mais seis em standbay e fala para o patrão anotar tudo na minha conta, amanhã pagarei, sem falta!
É mole ou quer mais? Eu quero é mais!

Brincadeiras a parte, não faço apologia ao alcoolismo, considerado um sério problema de saúde pública mundial, porém, beber moderadamente uma cerveja é uma boa, tanto que a Organização Mundial de Saúde estabelece que bebedores leves são aqueles que consomem menos de 21 unidades de álcool por semana, cada unidade equivale à 10g de álcool, por exemplo, 350 ml de cerveja (com 4% de álcool) equivale a 1,5 de unidade, ou seja, o camarada poderá beber até uma dúzia de “cevada” por semana que está dentro do aceitável.

Historicamente, a cerveja já era conhecida pelos sumérios, egípcios e mesopotâmios, desde 4.000 antes de Cristo, existia até uma deusa da cerveja, conhecida por “Ninkasim”.

Em Manaus, a primeira fábrica foi a “Cervejaria Miranda Corrêa, S.A.”, inaugurada em 1909, num prédio art nouveau, fabricante da famosíssima cerveja XPTO, a única que passou mais de meio século sendo servida nos botecos de Manaus.

Depois, surgiram na nossa terra, a Brahma e a Antarctica, a briga era feia, gastavam milhões em campanhas publicitárias, os consumidores de Manaus tinham somente essas duas opções. Certa vez, chegou por estas bandas uma cerveja chamada “MALTE 90”, era horrível, tanto que foi logo apelidada de “MALTE NOJENTA”, pense numa cerveja escrota!

Em 1999, a Companhia Paulista e a Companhia Cervejaria Brahma anunciaram a criação da Companhia de Bebidas das Américas (AMBEV), colocaram no mesmo saco a Brahma (a numero um), a Skol (a que desce redondo) e a Antarctica (a boa), ficou de fora somente a Kaiser (a do baixinho), esta não entra muito bem, dizem os bebedores que ela dá a famosa “fininha” – não acredito, somente sei, que ela é quem patrocina o “Bar do Boi”, em Manaus e o “Festival de Parintins”, as outras não entram com um centavo para a nossa cultura.

Os apreciadores da cevada, moradores do centro de Manaus, tem a opção de bebericar no Bar do Armando, Bar dos Cornos, Ka-Te-Quero, Caldeira Bar, Cinco Estrelas, Cipriano Bar e Jangadeiro Bar – todos pertencem ou pertenceram a portugueses.

Os mais abastados podem tomar umas e outras no Chefão, Fellite, Cachaçaria do Dedé, Chão de Estrelas, Bar da Loura, Bar da Gestina, Porão do Alemão e All Night Pub.


A Cidade de Manaus está próxima a Linha do Equador, ocorrendo calor o ano inteiro; o nosso inverno é caracterizado por intensas chuvas, mas, o calor persiste mesmo assim, em decorrência disso, o manauense sofre com "secura" na garganta, a grande maioria gosta de amenizar o calor com uma "loura gelada" no gogó; o consumo é bastante alto, a demanda fica lá em cima e as fábricas de cevada da cidade não dão conta do serviço. 

Cruz-credo! 

Viva a cerveja! Beba com moderação! Se for dirigir, não beba! Se for beber, me chame! É isso ai.

terça-feira, 4 de julho de 2017

HOMENAGEM PÓSTUMA A DONA AUGUSTA FERREIRA GOMES

A Dona Augusta Ferreira Gomes, nasceu na Paraíba, em 03 de agosto de 1924, vindo a falecer, em Manaus, em vinte e sete de junho 2017, aos 95 anos de idade.

Foi para o Acre, onde casou com o Senhor Geraldo Ferreira Gomes, nascido no Ceará, em 09 de agosto de 1924 e falecido nesta cidade, em oito de dezembro de 1978, um grande profissional que prestou relevantes serviços ao Grupo Benchimol.

Tiveram os seguintes filhos:

Ipojucan Ferreira Gomes (Acre, falecido em Manaus  21/02/2014);
Danilo Ferreira Gomes (Porto Velho);
Romerito Ferreira Gomes (Acre);
Carbajal Ferreira Gomes (Manaus, proprietárido Bar Caldeira).

A Dona Augusta, um pouco debilitada em decorrência da sua idade avançada, passou mal no dia 26 de junho, sendo levada as pressas para o Hospital Pronto Socorro Dr. João Lúcio Pereira Machado, na Alameda Cosme Ferreira, vindo a óbito no dia seguinte.

Ainda inconformados pela dor da irreparável perda, os familiares vem a público agradecer a toda a equipe de médicos, enfermeiras, assistentes sociais e o pessoal administrativo, do Hospital Pronto Socorro Dr. João Lúcio Machado, no bairro Aleixo, pelo empenho, cuidado, respeito, dedicação e pela grandiosa missão de salvar vidas.

A missa de sétimo dia, foi celebrada as sete de horas do dia 03 de julho, no Santuário de Aparecida.

No santinho, constava o seguinte:

"Que nossas lindas recordações mantenham a sua alegria de viver sempre presente em nossas vidas. Sua partida não será capaz de tirar de nós o afeto e o carinho que sentimos em nossos corações. Vá em paz na certeza de que um dia nos reencontraremos. Para sempre D. Augusta! Saudades Eternas. Saudades dos filhos, netos, bisnetos e amigos".

Foto: 2005 - cedida pelo Danilo Ferreira Gomes (filho), na sua página do Facebook, onde aparece toda a família de botafoguense. 



segunda-feira, 3 de julho de 2017

BLOGDOROCHA: PETROLINA, A ETERNA RAINHA DA BANDA DA BICA.

BLOGDOROCHA: PETROLINA, A ETERNA RAINHA DA BANDA DA BICA.: A Petrolina, “Petrô” para os amigos, foi e sempre será a nossa rainha do carnaval da Banda da Bica. Ela é uma católica fervorosa, assist...

BLOGDOROCHA: CASTELINHO DA VILA MUNICIPAL

BLOGDOROCHA: CASTELINHO DA VILA MUNICIPAL: Está situado na Rua São Luiz, na antiga Vila Municipal (atual Adrianópolis), construído em 1906, num terreno de 5.500 metros quadrados,...

BLOGDOROCHA: IGREJA DE NOSSA SENHORA DE LOURDES

BLOGDOROCHA: IGREJA DE NOSSA SENHORA DE LOURDES: Localiza-se na Rua 27, numero 1141, Zona Centro-Sul, no bairro de Parque Dez, sob o comando do pároco Francisco Paulo Pinto. Ficou famosa co...

domingo, 2 de julho de 2017

sexta-feira, 30 de junho de 2017

BLOGDOROCHA: OS BOIS DE PANO DE MANAUS

BLOGDOROCHA: OS BOIS DE PANO DE MANAUS: Ao ouvir a canção “Garrote de Ouro”, umas das faixas do CD “O Lago das 7 Ilhas”, do músico amazonense Antônio Pereira, lembrei dos nossos b...

segunda-feira, 26 de junho de 2017

BLOGDOROCHA: MARINA DO DAVI

BLOGDOROCHA: MARINA DO DAVI: Para as pessoas que não conhecem a Marina do Davi, este é um local estratégico para a mobilidade intermodal na cidade. É um dos pri...

terça-feira, 20 de junho de 2017

BLOGDOROCHA: DIÁRIO DE VIAGEM

BLOGDOROCHA: DIÁRIO DE VIAGEM: Para quem tem bala na agulha, pode usufruir das suas férias em lugares exuberantes, viajar para Orlando, Miami e Paris; curtir as praias de ...

segunda-feira, 12 de junho de 2017

ZÉ MUNDÃO E A NAMORADA DE ALUGUEL


O Zé fez umas perguntas para uma amiga, ela é uma CONSULPA - Consultora Para Assuntos Aleatórios :

- Qual é a chance de um velho e liso, conseguir uma namorada jovem, tudo por amor?

- Ela respondeu:

- Quase zero a possibilidade, salvo raríssimas exceções!

- É que você aconselha? – inquiriu o velho  Mundão.

- Como a chance para o teu caso é zero vírgula um, a única solução será contratar uma namorada de aluguel, para curtir a semana dos namorados.

- E como funciona? – ficou todo interessado.

- É o seguinte: conheço uma agência de uma amiga minha, onde é possível conseguir uma namorada de aluguel, pagando um valor toda vez que sair, existe uma tabela, onde os preços são de acordo com as exigências do cliente.

O Zé lembrou de um filme, rodado em 1987, Can't Buy Me Love (Namorada de Aluguel. gênero comedia romântica, dirigido por Steve Rash.

Sinopse: Ronald Miller (Patrick Dempsey) é um jovem tímido e trabalhador, que sempre sonhou em ser popular no colégio. Quando ele descobre que Cindy Mancini (Amanda Peterson), uma garota linda que todos os garotos paqueram, está precisando de 1.000 dólares ele surge com uma insólita proposta: empresta o dinheiro a ela e em troca ela deverá fingir ser sua namorada. Ela aceita e, com sua ajuda, ele acaba se tornando um dos garotos mais populares do colégio. Ficaram apaixonados e foram felizes para sempre. Fim.

Na sua juventude, o Zé Mundão tinha muitas namoradas, não que o cara fosse bonitão ou rico, porém, tinha um papo de derrubar avião, mentia descaradamente (sem vergonha) e a garotas caiam no seu papo.

O tempo passou, o Zé envelheceu, não acreditava mais no seu taco, parou de mentir, não tinha mais aquele papo mole de antigamente, além da grana curta, o único jeito era partir para uma namorada de aluguel.

Acertou tudo com a “consultora” e, ficou a pensar:

 “Vou levar a gata lá para o meu apê, fazer uma jantarzinho, um internacional Miojo de Frango, a luz de velas, ela vai achar muito romântico, não vai perceber que a energia está cortada, depois, caso pinte um clima, pode sair beijinho, beijinho e pau,pau, maravilha!”

Horas depois, liga para a consultora:

- Diz uma coisa, será necessário dar um presente para a namorada de aluguel?

- Fica a teu critério, quem sabe ela goste e fique apaixonada, como no filme!


- Pois é, acho que vou dá um lacinho vermelho de fita cetim!

- Só isso? Tu é leso abestalhado! A mina vai jogar na tua cara!

- Acho que não! Você não sabe onde irei amarar o laço antes de presentear!

- Tudo bem, espero que dê tudo certo e, Feliz Dia dos Namorados!

A Semana dos Namorados promete muito para o Zé Mundão!



domingo, 11 de junho de 2017

sábado, 10 de junho de 2017

BLOGDOROCHA: MINHA ÉPOCA DO COLÉGIO SÓLON DE LUCENA

BLOGDOROCHA: MINHA ÉPOCA DO COLÉGIO SÓLON DE LUCENA: Por ter morado por vários anos no Conjunto dos Jornalistas, na Avenida Constantino Nery, Zona Centro-Sul de Manaus, o meu local de votaçã...

BLOGDOROCHA: OS BOIS DE PANO DE MANAUS

BLOGDOROCHA: OS BOIS DE PANO DE MANAUS: Ao ouvir a canção “Garrote de Ouro”, umas das faixas do CD “O Lago das 7 Ilhas”, do músico amazonense Antônio Pereira, lembrei dos nossos b...

terça-feira, 6 de junho de 2017

O BOI BOIOLA DE PARINTINS

Quando se fala no Festival Folclórico de Parintins (distante 369 quilômetros da capital Manaus), sempre vem à mente os Bois Caprichoso (azul e branco) e Caprichoso (vermelho e branco), no entanto, apareceu por lá uma terceira opção para os brincantes mais alegres e irreverentes, o Boi Boiola (Pink), um legitimo representante da comunidade GLBT daquela cidade.

Tudo começou, em 2004, quando um grupo de amigos resolveu fretar um barco regional, para brincar de boi na Comunidade Zé Açu, no município de Parintins, onde puderam dançar como os itens femininos dos bois famosos do Festival, incorporando os de seus sonhos.

Com o passar dos anos, o boi tomou forma, transformando-se no Boi Boiola, na cor Pink, com uma flor na testa, cílios imensos, boca enorme e laços no chifre – totalmente gay.

Após anos de ostracismo, por medo de represálias, abriram, em 2007, a brincadeira para a população da Ilha Tupinambarana (Parintins), fugindo totalmente do padrão dos bois Caprichoso e Garantido – apresentando-se em lugares diversos, com muita brincadeira e irreverência por parte dos brincantes.

O boi copia os “itens oficiais” dos outros bois, porém, de uma forma muito engraçada:

Rainha do Folclore – Paula Poliana Patrícia de Góes Dianná Nogueira  de Pajura;

Porta Estandarte – Alaneth Tupinambá Tapajós Brasil;

Sinhazinha da Fazenda – Ana Duda Pazzuelo Gonçalves Ianuzzi Faria de Medeiros Cardoso Viana;

Morena Bela – Fabinha Jackson Mandela Obama Silva e Silva; 

Cunhã Poranga – Suzy Sullivan Brasileiro Linhares Ferreira Cunscaralho Benoliel Esparramando o Barro Azedo;

Pajerana – Dany Boi Santana Nascimento;

Ama do Boy - Tunia Vlasak Medeiros de Oransseme;

Apresentadora – Fran Fran Faria Paulain Neves;

Outros: Musa Boiola, Cabocla Boqueteira, Vagueyrada e as Tribos Comecús e Akidauanus.

No ano passado, vieram para uma apresentação única em Manaus – foi no Almirante Hall, foi num sábado, vinte e quatro -  contando coma apresentação dos levantadores de toadas Leonardo Castelo e Arlindo Junior e encerra com o Performance  Show de Transformistas.

De 2006 até 2015, tiveram os seguintes "Temas Oficiais":

2006 - C... a grande maloca
2007 - Besouros de fogo
2008 - Preservando os cu-rumins da Amazônia
2009 - Tesão
2010 - Ereção
2011 - A magia da masturbação
2012 - Viva a tradição das veteranas populares
2013 - Uma década de boiolagem
2014 - Dooooor...
2015 -  Bibas “ATIVAS” da Amazônia.


Para 2017, o Boi Boiola já gravou até um clipe, veja abaixo.

Tudo brincadeira, tudo diversão, uma forma irreverente do pessoal de Parintins, para o mundo ver.

Fontes:



segunda-feira, 5 de junho de 2017

BLOGDOROCHA: CLUBE DA MADRUGADA DE MANAUS EM NOVO ESTILO

BLOGDOROCHA: CLUBE DA MADRUGADA DE MANAUS EM NOVO ESTILO: O Clube da Madrugada nasceu no dia 22 de novembro de 1954, embaixo de um Mulateiro (calycophyllum spruceanum), foto acima, na Praça Helio...

BLOGDOROCHA: INAUGURAÇÃO DO PALÁCIO RODOVIÁRIO

BLOGDOROCHA: INAUGURAÇÃO DO PALÁCIO RODOVIÁRIO: Existem vários palácios em Manaus (Rio Negro, Rio Branco, da Justiça e o   destruído Palácio do Governo, atual IEA) - o Palácio Rodoviári...

sexta-feira, 2 de junho de 2017

BLOGDOROCHA: COISAS DE MENINO, QUE TEMPO BOM!

BLOGDOROCHA: COISAS DE MENINO, QUE TEMPO BOM!: Ao passar pela velha e abandonada Ponte dos Bilhares, na Avenida Constantino Nery, no sentido bairro/centro, notei um grupo de meninos e...

terça-feira, 30 de maio de 2017

SECOS & MOLHADOS

Para relaxar, republico algumas tiras da minha página no facebook

1. Passou pelo meu bairro um vendedor numa Kombi velha, na boca de ferro:
- 10 Jaraquis parrudos por dez contos; 1 litro de Açaí de Codajás por seis e 1 kilo de farinha por quatro.
Por vinte dá pro caboco encher o bucho por uns dias.
To dentro;

2. Tenho alguns amigos que conheci no Bar do Armando, na época do saudoso Armando, atualmente, temos contatos apenas pelas redes sociais.
São pessoas inteligentíssimas, poetas, artistas, criativos e com muitos conhecimentos para transmitir, porém, deixaram tudo isso de lado, para defenderem tão somente as suas posições políticas.
Tornaram-se cegos, rancorosos, de mal com a vida e com todos, não aceitando, de forma alguma, um posicionamento contrário as seus, batendo pesado até contra os seus próprios colegas de outrora.
Lamentável que tenham deixado o seu lado bom e criativo, para enveredar por esses caminhos tortuosos de posições políticas!
No Facebook, não leio mais o que escrevem, atualmente, pois batem sempre na mesma tecla!
Quando voltarem a normalidade, serei um leitor dos seus escritos, pois têm muito a ensinar a todos nós;

3. Na altura do campeonato, não sei quem é o pior para o comando do Amazonas e do Brasil!
Todos eles, com raríssima exceção, estão com o prazo de validade vencido e a pecha de maus administradores e ladrões do erário público!
Deu no Portal do Holanda: "A maioria dos políticos amazonenses estão desorientados, aparecendo apenas o nome do Amazonino Mendes como solução mais viável”.
Dá vontade de rir.
E para os amigos, quem é a melhor solução para o Amazonas e para o Brasil?
Por favor, chega de raposas que somente pensam em comer o galinheiro (os cofres públicos)!
Será que o objetivo deles é sempre o mesmo: Roubar?
Será o contrário: pensam no Estado e não em si próprio?
Acho que muito deles sempre se guiam pelos dois: o desenvolvimento da sociedade e, encher os bolsos de grana!;

4. Quinta-feira quente:
.Ressaca da quebradeira geral por parte das centrais sindicais;
.Forças armadas nas ruas de Brasília;
.Polícia Federal na captura de mais ladrões do erário público;
.OAB entra com mais um pedido de impeachment do Temer;
.Caso JBS ainda rendendo no noticiário nacional;
.Violência no Rio de Janeiro mata mais do a guerra na Síria.
Depois de tantas noticias ruins, alguém ai quer ainda saber o tempo para hoje?
Quinta-feira bastante quente!;

5. Não importo, muito menos, exporto.
Não especulo no mercado de câmbio, não sou um Joesley Safadão da vida.
Não viajo para o exterior em ferias, muito menos, para compras.
Não recebo em dólares, aliás, não tenho um dólar furado na minha carteira.
Não amealho nem em Real, imagina em Dólar.
Não compro produtos made exterior, muito menos que contenha componentes importado.
Não quero nem saber da Balança de Pagamentos, pois quando positiva, o pessoal do governo bota pra roubar e, negativa, o povo paga o pato.
DESSA FORMA, NÃO ESTOU NEM AI PARA O DÓLAR NAS ALTURAS!
Faz-me rir;

6. A firma trincada, devo, não nego, pagarei um dia, no entanto, durmo e acordo sem remorsos, ando com a cabeça levantada, sem medo de ser feliz.
 Fico vendo de camarote, um bando de ricaços, políticos de peso e empresários multimilionários sendo presos por corrupção!
Acho que dariam tudo para estar no meu lugar!;

7. Quando eu curumim lá no Igarapé de Manaus, bote tempo nisso, a nossa família ouvia, todos os dias, rádios AM da nossa cidade.
Hoje, ao sintonizar as atuais rádios FM, ouvi:
FM 103,5 Rádio Rio Mar, em caráter experimental. Sejam todos bem vindos!
Com o cancelamento de todas as faixas de AM, finalmente, voltarei a ouvir a minha emissora católica preferida! Toca MPB das antigas e gospel;

8. Esquerda, direita, socialismo, capitalismo, centro esquerda, centro direita, militarismo, autoritarismo, democracia, liberalismo, monarquia, presidencialismo eteceta e tal. Cada um professa o que entende o que é bom para ele er para a sociedade. Penso que todo indivíduo teve ter a liberdade para fazer escolhas, apesar de algumas sociedades tentarem tolir o pensamento individual. Penso que, todo professor, mesmo de História, possui o direito de expressar o seu pensamento e, permitir aos seus alunos conhecerem o passado para entenderem o presente, como forma de se posicionarem com relação ao futuro da sociedade;

9. SALVE-SE QUEM PUDER!
Com a cassação do governador José Melo (pros e contra) e do vice Henrique Oliveira, pelo TSE, o primeiro, voltará a ser professor de fato, por oitos anos; o segundo voltará ao seu programa de fuleiragens na TV.
O Dudu ganhou, mas, não levou! Quer voltar? Combina primeiro com os eleitores!
Os dois primeiros somente poderão se candidatar a sindico do condomínio onde moram. O Cabeção com sede de poder entrou numa fria.
O Melo que não é leso, vai esperar a publicação do Acórdão do TSE e, em seguida, os seus advogados entram com um recurso, conhecido como Embargo de Declaração, tudo para ganhar um tempinho mais no poder.
O Deputado Estadual David Almeida, vira governador e tem um prazo de 90 dias para abrir novas eleições.
Podem concorrer os maiores de vinte e um anos e filiado a uma agremiação partidária, podem aparecer o Amazonino Mendes, Omar Aziz, Eduardo Braga, Arthur Neto, Marcelo Ramos, Navarro e até a Patixa Teló!
 Haja saco, para assistir e ouvir nova propaganda (mentira) eleitoral.
O substituto, Davi Almeida, está gastando, com obras, o que restou nos cofres públicos;


10. No Oráculo, perguntei:
- Grande Mestre, dei-me alguns conselhos e para os meus amigos do facebook.
Respondeu, pausadamente:
- Eu não posso ensinar nada a ninguém, eu só posso fazê-lo pensar. O que deve caracterizar a juventude é a modéstia, o pudor, o amor, a moderação, a dedicação, a justiça, a educação, são essas virtudes que devem formar o seu caráter. Um bom casamento exige que o homem seja surdo e a mulher cega. Em todo caso, casai-vos, se vos couber em sorte uma boa esposa, se vos calhar uma má, tornar-vos-ei um filósofo, o que é excelente para os homens. Para finalizar, conhece-te a ti mesmo!
- Mestre, o senhor foi tão sábio, não usou o seu conhecimento para enriquecer. Por quê?
- Penso que não ter necessidade é coisa divina e ter menores necessidades possíveis é o mais que se aproxima do divino. Só sei que nada sei!
- Obrigado, Mestre Sócrates, pelas suas palavras!
- De nada, mando um abração aos faceanos!

sexta-feira, 26 de maio de 2017

BLOGDOROCHA: BRINCADEIRA DE PAPAGAIO DE PAPEL

BLOGDOROCHA: BRINCADEIRA DE PAPAGAIO DE PAPEL: O nosso poeta/compositor Aníbal Bessa, assim canta “Hoje é domingo na Vila de São José da Barra...”. Hoje é dia de missa na Matriz, tomar...

quinta-feira, 25 de maio de 2017

BLOGDOROCHA: ZÉ MUNDÃO - TIRANDO A VIRGINIDADE A DOIS

BLOGDOROCHA: ZÉ MUNDÃO - TIRANDO A VIRGINIDADE A DOIS: Deveria estar com os seus dezessetes ou dezoitos anos de idade – com os hormônios a flor da pele, impulsionando-o a procurar uma fêmea pa...

BLOGDOROCHA: AMAZONENSES! (II)

BLOGDOROCHA: AMAZONENSES! (II): O Governador Gilberto Mestrinho todas as vezes que fazia os seus discursos políticos, iniciava assim: Amazonenses! Pois bem, utilizei este m...

BLOGDOROCHA: JOGANDO FORA O GORDINI TEIMOSO

BLOGDOROCHA: JOGANDO FORA O GORDINI TEIMOSO: Segundo o meu amigo Jokka Loureiro (um gozador da melhor qualidade), existem três coisas que não valem a pena emprestar: CD, carro e mul...

quarta-feira, 24 de maio de 2017

BLOGDOROCHA: O CLUBE ACAPULCO DE MANAUS

BLOGDOROCHA: O CLUBE ACAPULCO DE MANAUS:                 Os boêmios manauaras mais antigos gostam de lembrar os clubes dançantes e dos lupanares (conhecidos como puteiros) de...

segunda-feira, 22 de maio de 2017

BLOGDOROCHA: FERNANDO DEMASI, O NOSSO “PIMENTA”

BLOGDOROCHA: FERNANDO DEMASI, O NOSSO “PIMENTA”: O “Pimenta” nasceu em Manaus, em 1956, na Santa Casa de Misericórdia, morou durante muito anos na Rua José Clemente, 216, na residênci...

segunda-feira, 15 de maio de 2017

BLOGDOROCHA: O CARRO “CAIXA DE FÓSFOROS” DA HONDA

BLOGDOROCHA: O CARRO “CAIXA DE FÓSFOROS” DA HONDA: Na década de setenta, a Moto Importadora Ltda., uma empresa genuinamente amazonense e, magistralmente administrada pelo Senhor Natan Al...

quarta-feira, 3 de maio de 2017

BLOGDOROCHA: ITACOATIARA, A CIDADE DA PEDRA PINTADA

BLOGDOROCHA: ITACOATIARA, A CIDADE DA PEDRA PINTADA: Recentemente, fui convidado pelo Marcelo de Lemos Saraiva, para colaborar com o seu site http://www.canalitacoatiara.com.br/ , para mim fo...

terça-feira, 2 de maio de 2017

BLOGDOROCHA: GOVERNADOR ÁLVARO BOTELHO MAIA

BLOGDOROCHA: GOVERNADOR ÁLVARO BOTELHO MAIA: Álvaro Botelho Maia nasceu em 19 de fevereiro de 1893, no seringal “Goiabal”, rio Madeira, município de Humaitá, primogênito de Fausto...

domingo, 30 de abril de 2017

ATELIÊ DE ARTES “ROBERTO KLEBER”


- Aulas de desenho e pintura, com técnicas de paisagens, pintura moderna, retratos, abstratos e História da Arte;

- Aulas expositivas e práticas, pelo método simples e objetivo, com apostilas passo a passo para uma melhor compreensão no aprendizado;
                
- Aulas específicas para crianças, jovens, adultos, anciãos e autistas (com hora marcada);

- No final do curso será dado um certificado de conclusão;

- O período do curso dependerá da realidade de cada aluno;

- Não cobramos nenhum valor em acréscimo em função do desenvolvimento escolar do aluno;

- Não cobramos deslocamento, translado até a residência do mesmo;


- Roberto Kleber, artista plástico, natural de Caratinga, Minas Gerais, com formação acadêmica na Faculdade de Belas Artes, do Rio de Janeiro. 

Estudou arte contemporânea e curso de artesanato em couro (São Paulo) e ouro/prata (ourives) no Chile. 

Com várias exposições no Brasil, América Latina, Europa e EUA. 

Atualmente, ministra aulas de desenho, pintura e violão em seu ateliê, situado no bairro do Parque 10;


- O ateliê de arte Roberto Kleber tem como objetivos principal a formação de crianças, jovens e adultos a descobrirem e entenderem o mundo em que vivemos, ampliando o território visual, auxiliando no desenvolvimento da coordenação motora, proporcionando uma maior atenção no processo de alfabetização, desenvolvendo a atenção e incentivando o aluno a descobrir outras disciplinas. 

A arte terapia ajuda a lidar com o estresse do dia a dia, no cansaço físico e mental, proporcionando uma total integração com o momento presente que é o processo criativo, funciona como uma meditação, contribuindo com uma total higiene mental e psicológica;

- Contato: WatsApp: 981332326;

- Endereço: Avenida B (Shangrila), Parque Dez de Novembro;

- A escola funciona de segunda a sexta-feira (manha e tarde) e sábado (de 10 às 12 horas);


- Preço: R$ 50,00 (cinquenta reais), por aula semanal ou R$ 200,00 (duzentos reais) por mês;


- No mês de Junho estaremos oferecendo almoço e jantar, exclusivamente para amigos (um conceito), um peixinho regional bem pitoresco.

Obras do Roberto Kleber:







domingo, 23 de abril de 2017

TACHI, UM ÍNDIO URBANO DA ETNIA SATERÉ-MAWÉ

O Tachi (formiga) nasceu em Manaus, no dia 23 de fevereiro de 1993, no Hospital Santa Rita, no bairro de Cachoeirinha, filho de João Teixeira Marialva (Karamuru) e Martha Silva Vieira (Ariá), da etnia Sateré-Mawé (papagaio falante, inventores da cultura do guaraná), criado na Comunidade Yapori (gavião), no Conjunto Santos Dumont e, na Comunidade Ynhabé, no Tupé (Tarumã).

No Registro Administrativo de Nascimento Indígena (RANI) consta como Tachi Vieira Marialva – no registro civil é John Kelvity Vieira Marialva.

A sua bisavó, a índia Rary, teve seis filhos, no rio Andirá, no município de Maués, migrando para Manaus, era a matriarca (chefe da tribo) –, após a sua morte, assumiu o matriarcado uma das suas filhas, a índia Kutera (avó do Tachi).

A sua avó casou-se com o cacique Kurubené, um artesão que trabalha até hoje na Feira do Índio, na Rua Floriano Peixoto, centro de Manaus.

A Comunidade Yapori, foi criada em 1982, logo após a inauguração do Conjunto Santos Dumont, contando com a ajuda do oficial militar R/2 Flavio Grillo Filho, um dos primeiros moradores daquele conjunto e líder comunitário.

O Sr. Grillo Filho, quando era militar, trabalhou no interior do Amazonas e Pará, junto com os índios de diversas etnias – criou um vínculo muito grande com eles, tanto que levou para a sua casa a Ariá (mãe do Tachi), além de empregar o Karamuru (pai do Tachi) em sua padaria (quando foi para a reserva do exército brasileiro).

O curumim Tachi era irrequieto, danado e brigão, fazendo jus ao seu nome de formiga destemida – lembra com saudade das brincadeiras, brigas com os primos e banhos num igarapé que passava dentro da comunidade Yapori.

Essa comunidade fica dentro de uma imensa área verde, entre os conjuntos Santos Dumont e Hileia – com o passar do tempo, o local foi invadido, desmatado e construído casas em toda a sua extensão, restando apenas um pouco de verde na taba da comunidade indígena – o igarapé virou esgoto a céu aberto.

Quando o Tachi tinha apenas oito anos de idade, os seus pais resolveram morar em Parintins (distante cerca 369 quilômetros da capital Manaus), ficando sob a guarda de sua avó, a índia Kutera, indo morar na comunidade indígena do Tupé (no Tarumã Açu), ficou em companhia dos seus primos e dos irmãos Kawã e Muruin.

Por lá ficou até os quatorze anos de idade, pois com a morte de sua avó começou a passar necessidades, voltando a morar na comunidade indígena de Manaus, sendo criado pelos tios.

O Tachi virou adulto com apenas dez anos de idade, ao participar do ritual da Tucandeira, provando ter força, coragem e resistência à dor, colocando a sua mão dentro da luva da tucandeira (saaripé).

As tucandeiras são formigas grandes com o ferrão muito dolorido – são capturadas vivas na véspera do ritual, são postas dentro de uma luva, com a cabeça para fora e o ferrão para dentro – segundo o Tachi, ele já meteu a mão dezessete vezes, faltando apenas três para completar as vinte exigidas pela sua tribo.

Tornou-se pai com apenas quatorze anos de idade – quando a sua namorada ficou grávida, ele ficou atordoado e sem saber o que fazer, pois era praticamente uma criança, resolveu fugir para a comunidade do Tupé, no Tarumã – o seu filho Kelvity foi adotado pelo padrasto.

Ainda teve mais dois filhos com mulheres diferentes – a filha Tailá e outro menino que não sabe o seu nome.

Em 2004, participou como figurante no filme “Tainá 2 A Aventura Continua”, aparecendo logo no início, tocando tambor e passeando de canoa abraçando uma preguiça (xerimbabo), assista no linque 
.https://www.youtube.com/watch?v=TftaxPJ29R4&t=2154s

Participou, também, da Aventura Selvagem, com o Richard Rasmussem, linque: https://www.youtube.com/watch?v=976esPbKQcE

Atualmente, o Tachi está com vinte e quatro anos, vive maritalmente com a Marleane, a qual perdeu (aborto espontâneo) um filho, em decorrência de uma briga na comunidade.

Por ironia do destino, depois de ter os seus filhos criados por outros pais adotivos, está, atualmente, criando dois curumins da Marleane, a Raquel e o Gabriel.

Com a separação dos seus pais, a sua mãe vendeu parte do terreno onde moravam na comunidade, ficando apenas um pequeno lote onde mora o Tachi, sua esposa e filhos adotivos.

O Tachi (John) já trabalhou como garçom e vendedor de coco, na Praia da Ponta Negra, junto com o seu pai Karamuru.

O Senhor Grillo Filho (protetor dos índios saterê de Manaus), proprietário da Casa Portugal (distribuidora de alimentos, no bairro da Redenção), emprega em sua empresa, o Tachi, mais conhecido pelo seu nome civil de John Kelvity – ele trabalha no deposito, faz entregas e participa dos eventos de degustação que a empresa promove dentro das lojas de seus clientes.

O sonho maior do Tachi é tornar-se o líder da comunidade indígena no Tupé, caso o seu tio, o tuxaua Wamau, assim determinar, pois possui descendente, os seus sucessores na liderança.

Planeja, também, terminar os seus estudos e morar com a família em um terreno que possui dentro das matas do Tarumã-Açu, deixando de ser um índio urbano e viver com viveram os seus ancestrais do Rio Marau, a tribo Sateré-Mawé de Maués. É isso ai. 

Foto: Rocha

quinta-feira, 13 de abril de 2017

BLOGDOROCHA: A BOLACHA DE MOTOR

BLOGDOROCHA: A BOLACHA DE MOTOR: Os amazônidas utilizam os barcos regionais para percorrerem os rios, viajando para lugares que levam até uma dezena de dias para chega...

terça-feira, 28 de março de 2017

segunda-feira, 27 de março de 2017

A ARBORIZAÇÃO DE MANAUS – PASSADO & PRESENTE




A cidade de Manaus, no passado, era muito bem arborizada, como mostra as fotografias antigas – no presente, com o crescimento descontrolado, ficou praticamente “pelada”, porém, existe uma luz no fim do túnel, com projetos sérios por parte do governo municipal e da ação da população e dos movimentos sociais, para tentar reverter essa situação, tornando-a, novamente, verde.

O Estado do Amazonas possui uma extensão de 1,5 milhão de km2, enquanto Manaus tem apenas 11.400 km2 – a cidade fica no meio de uma imensidão de floresta tropical – um pingo no oceano de mata!

Até o final da década de setenta, a cidade terminava nos arredores do Boulevard Amazonas (atual Avenida Boulevard Álvaro Maia) -, era pequena e pacata, com praças e avenidas bem cuidadas e arborizadas, além dos moradores terem a preocupação em cultivar plantas frutíferas em seus quintais.

O verde imperava em toda a sua extensão, com as ruas cheias de mangueiras, benjaminzeiros, entre outras – a cidade era bela, bem cuidada, com praças e jardins sempre em manutenção, com as árvores sendo podadas regularmente.

Na belle époque (época feliz) as pessoas usavam paletó e gravata no seu dia a dia, pois o clima era mais ameno, com poucos automóveis e muita arborização.


A única via que conserva até hoje a arborização em toda a sua extensão, chama-se Avenida Getúlio Vargas, onde estudos revelaram que mesmo com o pesado fluxo de veículos, ela possui um clima mais ameno do que a Rua Duque de Caxias, por ser mais arborizada.

Segundo o IBGE (2010), a cidade de Manaus, conta apenas com 25,1% de arborização urbana de seus espaços públicos, muito aquém da cidade que ficou em primeiro lugar, Campo Grande, que apresenta 96,4% de arborização.

Por que é importante a arborização numa cidade – segundo os estudiosos, ela contribui para a redução de ruídos, altera para melhor o microclima e o  campo visual, além da melhoria do hábitat da fauna silvestre, assim como a recreação e lazer urbanos.

Podemos afirmar que, o bem estar do homem citadino está ligado ao componente vegetal urbano e que o plantio de árvores visa atender as necessidades humanas – influenciando até na escolha do individuo quanto ao novo lugar para viver, pois dá preferência aos locais com maior componente arbóreo.


A Prefeitura de Manaus, possui um projeto chamado “Arboriza Manaus”, com o intuito fazer intervenções de plantio de mudas de espécies nativas e exóticas em áreas públicas, tais como canteiros centrais, passeios públicos, praças, parques, áreas verdes, entre outras, englobando as seis zonas da cidade, sendo o plantio obedecendo aos padrões estabelecidos pelo Plano Diretor de Arborização Urbana de Manaus.

Em 2016, foram plantadas quatorze mil mudas, com planos para mais dez mil até o final de 2017.

Em nada adianta esse trabalho se não houver o envolvimento da comunidade, com ações de sensibilização juntos aos alunos da rede pública de ensino, dos líderes comunitários, das famílias, dos empregados e patrões, além do apoio dos movimentos sociais.

A falta de participação comunitária nos programas de arborização gera prejuízos como o “vandalismo”.

Acompanho, como mero expectador, a arborização de toda a extensão do canteiro central da Avenida Autaz Mirim, na zona Leste da cidade – são centenas de mudas plantadas, em 2016 – passado quase um ano, pouquíssimas foram arrancadas ou quebradas – isso mostra o grau de engajamento da comunidade.

Com a difusão das redes sociais, principalmente, do Facebook, foi possível criar grupos dos mais diversos possíveis, como o de defesa do meio ambiente e de reflorestamento das áreas degradadas de Manaus.

Muitas pessoas estão procurando o “Viveiro Municipal”, situado na Alameda Cosme Ferreira, dentro das dependências do Instituto Federal de Educação (IFAM), onde são entregues para cada pessoa até cinco mudas por semana, de espécies arbóreas, frutíferas e ornamentais.

Com a destruição do meio ambiente, em nome do “progresso”, muitas áreas protegidas por lei estão sendo desmatadas – a Prefeitura Municipal de Manaus, através da SEMMAS esclarece à população:

“Árvores que se encontram em “Áreas de Preservação Permanente” (APP’s), como nascentes, córregos e lagos e os remanescentes de vegetação nativa, não devem sofrer qualquer tipo de poda, corte ou extração, a menos que apresentem riscos à comunidade, necessitando sempre a autorização expressa do órgão ambiental municipal ou estadual”.

Todos em defesa da arborização urbana! Esse é o lema - espero que na próxima pesquisa do IBGE, possamos estar com um índice bem alto de arborização e, num futuro não muito distante, o verde possa imperar, novamente, em nossa cidade. É isso ai.

  Fontes:



Fotos: A Crítica (coloridas)


BLOGDOROCHA: A JUTA

BLOGDOROCHA: A JUTA: A juta (Corchorus Capisulares) é originária da índia e Bangladesh, foi introduzida no Brasil em 1930, através de uma missão japonesa, chef...