terça-feira, 17 de janeiro de 2017

BLOGDOROCHA: TEREZINHA MORANGO, A NOSSA ETERNA MISS

BLOGDOROCHA: TEREZINHA MORANGO, A NOSSA ETERNA MISS: Tereza “Terezinha” Gonçalves Morango, nasceu em 26 de Outubro de 1936, na Fazenda Canavial, no município de São Paulo de Olivença, no Est...

segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

DENÚNCIA CONTRA A FAMETRO






DOS FATOS

1. O privilegiado Conjunto dos Jornalistas, situado na zona centro-sul da cidade, possui em sua lateral esquerda uma abundante vegetação, algumas de suas árvores centenárias - verdadeiro refúgio para aves e animais, permitindo, também, aos moradores um local de paz, ar puro, oxigênio, especialmente na época do verão. 

2. No entanto, no ano retrasado, o antigo proprietário vendeu aquela imensa área para a Faculdade Metropolitana de Manaus (FAMETRO), inicialmente, foram derrubadas todas as árvores do inicio da Constantino Nery até o Igarapé dos Franceses, onde foram colados iluminações possantes e asfalto em toda a sua extensão, servindo de estacionamento para os alunos daquela instituição, substituindo um paraíso por um inferno de pedra e cimento.


3. Com efeito, cumpre ressaltar prefacialmente que a derrubada de árvores significa brutal agressão ao meio ambiente, e a total privação aos moradores da sombra de suas copas e o canto dos pássaros, bem como todos os recursos naturais de que hoje dispõem. 

4. Consumada que fosse a construção sobreviria ao local afluxo de automóveis, contaminando o ar e retirando dos moradores em geral roubando-lhes o proveito à saúde e ao espírito. 


5. Para completar, essa instituição de ensino, iniciou, hoje, a derrubada de toda a mata ciliar do Igarapé dos Franceses, em ambas as margens do seu terreno, colocando homens para a derrubada de árvores rasteiras da outra margem, presumidamente, preparando o terreno para a construção de uma ponte, para travessia de carros e, futuro, estacionamento dos alunos.

6. Não é isto que se espera do cumprimento de dever dos poderes públicos e da consciência dos concidadãos. O mundo inteiro vive a era da proteção ao meio ambiente, do respeito ao consumidor, de atenção especial ao usuário dos bens públicos. 


7. A Constituição Federal dedicou um Capítulo ao meio ambiente, já protegido, aliás, por legislação ordinária, senão vejamos: 

"Art. 225. Todos têm direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado, bem de uso comum ao povo e essencial à sadia qualidade de vida, impondo-se ao Poder Público e à coletividade o dever de defendê-lo e preservá-lo para as presentes e futuras gerações" 

"§1º. Para assegurar a efetividade desse direito, incumbe ao Poder Público:" 
(...) 
"IV - exigir, na forma da lei, para instalação de obra ou atividade potencialmente causadora de significativa degradação do meio ambiente, estudo prévio de impacto ambiental, a que se dará publicidade". 


Diante do exposto denuncio a Vossa Excelência a FAMETRO - Faculdade Metropolitana de Manaus, por danos ambientais e, que seja feita uma fiscalização no local, para verificação do dano causando, sustando eventuais autorizações para a derrubada de árvores e construção de estacionamento no outro lado do Igarapé dos Franceses.

Fotos: José Rocha

Comentários no Facebook:



21 comentários
Comentários
Jumara Whitaker Esse ato horrível vem de uma instituição "educacional"!!!!! Triste exemplo
DescurtirResponder223 h
Jose Rocha As fotos dizem tudo!
CurtirResponder23 h
Antônio Dantas Até vi isso, curiosamente meu sobrinho se transferiu o a FAMETRO, só vi umas 5 vagas de estacionamento na frente e fiquei me perguntando onde iriam estacionar os carros dos alunos...tai minha resposta!
DescurtirResponder223 h
Jersey Nazareno Trindade Uma instituição acadêmica, que tem em sua grade escolar o ensino de graduação e pós-graduação em Meio ambiente não pode comneter esse tipo de crime. É phoda!
CurtirResponder223 h
Erika Schloemp · Amigo de Suzy Arruda e 1 outra pessoa
Está na ora dos acadêmicos se mobilizarem, não acham? Menos teoria e mais prática pessoal!
DescurtirResponder219 hEditado
Jose Rocha A Uninorte derrubou dezenas de casas antigas no centro; a Nilton Lins grilou imensas areas e, agora, vem a Fametro com essa!
CurtirResponder423 h
Antônio Dantas A uninorte tomou conta de todas adjacências da Joaquim Nabuco, só não " dobraram " o ICBEU....e se o Nilton Lins tivesse vivido mais um pouco já era dono dos 2 São Judas Tadeu e do parque das Nações...kkkk
CurtirResponder22 h
Carbajal Gomes Boa Rochinha!!!!
DescurtirResponder122 h
Elizabeth Bringel Boa Noite José Jose Rocha. E Betinha tudo bem com você?
CurtirResponder21 h
Jose Rocha Oi Betinha, estou bem! E vc? Quanto tempo sem se falar, ne? Abracos
CurtirResponder21 h
Elizabeth Bringel Estou bem Graças á Deus
DescurtirResponder120 h
Rosemberg Paiva Da Silva Silva É difícil entender o ser humano são os empresários são bando de cavalos irracionais só pensam no lucro
DescurtirResponder120 h
Maria Dutra Assino embaixo esta falta de respeito a natureza. Manaus ja esta quase uma selva de pedra. Ai q saudades da Msnaus antiga onde respiravamos ar puro e se morria mais de velhos q de doenças causadas pela poluição de cidade grande e desrespeito a natureza. Grau 10 para essa publicação.
DescurtirResponder120 h
Heloisa Maria Braga Cardoso da Silva Triste com a notícia. Parabéns pela denúncia.
DescurtirResponder120 h
Jose Rocha Eu tenho um apartamento la, onde moram a minha ex-mulher, minhas duas filhas, a neta Duda e o cachorro Nino, passo por la pelo menos quatro vezes por semana, onde encontro com meus filhos e passeio com o cachorro e com minha neta, local de nascenca deles e onde morei por longos anos. Vejo a cada ano a destruicao da natureza para dar lugar ao progresso desenfreado e irrresponsavel!
CurtirResponder120 h
Heloisa Maria Braga Cardoso da Silva De um modo geral, nesse país, a força do capital é maior do que a consciência ambiental, que -entre outras coisas é sinônimo de luta por qualidade de vida. E infelizmente, em nossa cidade, essa questão é mais acentuada. Das cidades que conheço a...Ver mais
CurtirResponder119 h
Jose Rocha E isso ai, professora! Vamos marcar!
CurtirResponder119 h
Heloisa Maria Braga Cardoso da Silva Olha como está a minha caramboleira. Dizem que é bom tira gosto rsrs
DescurtirResponder117 h
Erika Schloemp · 2 amigos em comum
E os alunos da FAMETRO e moradores das imediações aprovam esta postura da Faculdade? Não seria o caso de se fazer uma manifestação?
DescurtirResponder319 hEditado
Suzy Arruda Mandou bem Jose Rocha, mas infelizmente Manaus virou a terra do faz de conta, principalmente na questão do meio ambiente. Vamos ver os próximos capítulos desse "causo".
DescurtirResponder119 h
Erika Schloemp · 2 amigos em comum
A SEMMAS vai dizer que a área é particular e que vai monitorar de perto a obra de forma a evitar supressão da área de proteção permanente e blá blá blá...O IPAAM vai dizer que esta denúncia não é da competência deles e sim dá Prefeitura. O MPE vai enrolar, enrolar, enrolar. E quando tudo estiver demolido a cidade vai esquecer. É assim que funciona! Mobilizem -se!!! NÃO ESPEREM AS AUTORIDADES!!!!
CurtirResponder218 hEditado
Jose Rocha Suzy Arruda aquela area fica uma parte alagada quando chove muito e, com o corte da mata ciliar, havera mais alagamentos. Para vc ter uma ideia, a ponte do Jornalista ja caiu tres vezes. Caso a Fametro derrube toda a mata para fazer estacionamento, a natureza vai dar o troco!
CurtirResponder318 h
Erika Schloemp · Amigo de Suzy Arruda e 1 outra pessoa
É uma APP.
CurtirResponder118 h
Suzy Arruda Com certeza, a Natureza responderá a altura. Mas infelizmente por experiências anteriores Sr. Jose Rocha o que vai acontecer é bem isso que a Erika Schloemp retratou acima.
DescurtirResponder318 h
Erika Schloemp · Amigo de Suzy Arruda e 1 outra pessoa
Para fazer os órgãos se mobilizarem é preciso jogar tudo na mídia!
CurtirResponder218 h
Erika Schloemp · Amigo de Suzy Arruda e 1 outra pessoa
Chamar a atenção. Fazer barulho!
CurtirResponder118 h
Suzy Arruda Foi o que funcionou com o corredor ecológico do Mindu né Erika Schloemp?
CurtirResponder18 h
Erika Schloemp · Amigo de Suzy Arruda e 1 outra pessoa
Sim. Pareceres técnicos de especialistas na área ambiental é importante também.
CurtirResponder118 h
Erika Schloemp · Amigo de Suzy Arruda e 1 outra pessoa
Você lembra do fragmento da Vila do Rei, não lembra Suzy Arruda? A prefeitura queria fazer uma creche numa APP.
CurtirResponder118 hEditado
Suzy Arruda Sim! Do plantio da Dra. Graça?
CurtirResponder118 h
Jose Rocha Irei passar por la amanha, caso os homens continuarem cortando, irei jogar na midia!
CurtirResponder118 h
Elza Souza · 6 amigos em comum
Aqui não gostamos de mato e por isso acontecem essas barbaridades. A Chapada, Flores são lugares ao longo da Constantino Nery com uma vegetação privilegiada , grandes árvores, igarapés. Por causa desse tipo de instituição educacional que a cidade está...Ver mais
DescurtirResponder418 h
Gleice Antonia de Oliveira Concordo com a Erika, a única possibilidade de salvar o que ainda resta é fazendo um escândalo e denunciando em todos os meios. Esse tipo de prática criminosa e irresponsável com o meio ambiente é cotidiana em Manaus. Neste caso, ainda mais grave por tratar-se de uma instituição voltada para a Educação. Ou seja, a Fametro está DESeducando muito bem!!!!
DescurtirResponder417 h
Terezinha De Jesus Soares Todos os projetos trazem embutidas as multas regulamentares relativas à derrubada das árvores. Isso me foi dito por uma funcionária da própria Semmas um tempo atrás.
DescurtirResponder217 h
DescurtirResponder15 h